terça-feira, 3 de maio de 2016

Gripe H1N1

Caros leitores,

Divulgamos anteriormente algumas fórmulas e medicamentos homeopáticos para prevenção e tratamento de dengue, o que já havíamos feito há algum tempo, chicungunya e zika. Estas duas viroses mais recentemente. Reaparece a gripe H1N1. Temos vacina utilizada pelo Ministério da Saúde. Entretanto, a Homeopatia, como especialidade médica e como medicina complementar pode colaborar, também, na prevenção e tratamento desta gripe letal. A medicação homeopática é atóxica e não se choca com a vacina oficial. As pessoas que, por uma razão ou outra, não poderem tomar a vacina, podem ser beneficiadas com medicação homeopática.

Fórmula:
Influenzinum C30
Gelsemium C30
Ipeca C30



2ª LEI DO LIVRO BIOÉTICA DE DARLEI D'AGNOL




Olá caros leitores,

Estamos aqui novamente em nosso breve encontro para levar aos senhores informações importantes sobre prevenção e tratamento de diversas doenças, contudo iniciaremos o nosso encontro semanal com a segunda lei do livro de Bioética de Darlei D'agnol.
Vejamos:

2ª LEI DO LIVRO BIOÉTICA DE DARLEI D'AGNOL

2ª LEI: A não-maleficência


Esse princípio se refere ao fato de que o médico não deve, sobre hipótese nenhuma, causar dano. Ou seja, se não houver possibilidade de cura, então o profissional deve ao menos evitar causar algum mal ao seu paciente.
Podemos tomar por dano as seguintes ações (embora a lista de danos não seja restrita somente às que serão citadas): matar, causar dor ou sofrimento, incapacitar, ofender ou negar bens necessários à vida.
Devemos nos lembrar de que os princípios não absolutos, mas que em conjunto, devem funcionar em perfeita harmonia. Para ilustrar isso de forma prática, podemos usar como exemplo a quimioterapia.
A quimioterapia é um tratamento devastador, com efeitos colaterais que são dolorosos e causam sofrimento não só aos pacientes, mas também às suas famílias. Se o princípio da não-maleficência fosse absoluto, milhares de pessoas morreriam de câncer pois seriam negadas acesso à quimioterapia; o médico pode ter como prioridade o princípio da beneficência, que é de fazer o bem, que nesse exemplo é curar os pacientes com câncer.
Entretanto, em alguns casos, a não-maleficência deve preponderar, quando há risco de morte devido ao tratamento ou quando as chances de curas são por demais diminutas para justificar o dano causado pela quimioterapia.


quarta-feira, 27 de abril de 2016



Olá queridos leitores,
Como combinado, voltamos nesta semana com mais informações sobre esse ''‘trio’'' que tem causado medo a população, que são: Dengue, Chicungunya e Zika.

Vejamos :

Fórmula do Instituto Hahnemanianno sobre: Dengue, Chicungunya e Zika.

PREVENÇÃO:

Eupatorium, C 6
Gelsemium, C6
China, C6
Ledum pal. C6
Rhus tox. C6

Ingerir 5 gotas uma vez por semana.

TRATAMENTO:

5 gotas 4 vezes ao dia.



sexta-feira, 22 de abril de 2016

Zika: Prevenção e Tratamento.




Olá caros leitores,

Continuando com a nossa conversa sobre prevenção de doenças, trouxemos hoje mais um reforço sobre prevenção e tratamento da Zika. Com isso, esperamos colaborar com um pouco de conhecimento e informação para com um assunto tão delicado que vem atingindo e pondo em pânico uma grande parcela da população. 
O nosso objetivo é manter a população informada incentivando a mesma na prevenção de doenças.
Não esqueçam que toda semana traremos informações, afinal o importante é compartilhar sempre para que possamos ter uma boa qualidade de vida.

ZIKA

Prevenção:
  • Gelsemium C30 5 gotas,
    Uma vez por mês
Tratamento:
  • Gelsemium C30 5 gotas,
    Período: uma vez por dia, durante 7 a 10 dias.


Orientação do Dr. Renan Marino.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Dengue: Prevenção e tramento.

                                                      Dengue tratamento


  Eupatorium       C5 ou C6    (10 gotas)
  Várias vezes ao dia, durante 1 semana


  Eupatorium
  Phosphorus                             C12  (10 gotas)
 Crotalus horridus

 Várias vezes ao dia, durante 1 semana.        

Na dengue hemorrágica e complicada elaborou a formula
Eupatorium perfoliatum
Phosphorus
Crotalus horridus
Esta fórmula pode ser usada também na prevenção e no tratamento.
PRODEN D 15 mendicamento aprovado pela                ANVISA


A melhor maneira de combater algo é conhecendo o seu terreno, à Dengue pode ser combatida a partir do momento em que nos informamos sobre prevenção. Nos próximos dias voltaremos a dialogar sobre as doenças que tem provocado medo e terror na população que são  Zika vírus e Chinkungunya.



  


  

Dengue: prevenção e tratamento.




Olá caros leitores,


Devido a delicada situação em relação à DENGUE e aos transtornos por ela causados, resolvemos trazer para o público dois pontos importantes sobre prevenção e tratamento da DENGUE clássica.
Vejamos:


                                            PREVENÇÃO À DENGUE CLÁSSICA

Dengue Clássica 

  • Eupatorium perfoliatum       C30 (gotas)
                  Uma  única vez.
                  Melhor, 10 gotas uma vez por mês em período de risco.

  •  Eupatorim 
  •   Phosphorus                                      C30 ou C200(10 gotas) 
                                                                                    (composto)
  •   Crotalus horridus                                
Uma única vez.
Melhor, 10 gotas uma vez por mês durante o período de risco.

sábado, 2 de abril de 2016

Respeito à autonomia

BIOÉTICA

Resumo do Primeiro princípio da Bioética: Respeito à autonomia do livro Bioética de Darlei Dall ' Agnol.




Segundo o livro Bioética de Darlei Dall ' Agnol o campo da Bioética está dividido em quatro princípios nos levando a dialogar sobre o primeiro princípio: o Respeito à autonomia.
Esse conceito apresenta questões importantes em relação ao respeito a escolha do paciente apresentando uma preocupação em mostrar o valor do enfermo e não o preço navegando de forma breve pelo conceito da moral. Todavia, o princípio frisa a vontade do paciente no sentido em respeitar suas opiniões, ou seja, respeito à autonomia estaria em apresentar diversas formas de tratamento para que o mesmo possa escolher de acordo com os seus valores, convicções e crenças.
Nesse princípio citado temos outros pontos importantíssimos que são falar a verdade; a privacidade dos outros; proteger as informações que o profissional possa vir a ter do paciente e acima de tudo focar no consentimento. Dando ao mesmo o direito de escolha, afinal autonomia significa também decidir, isto é, se o paciente tem a capacidade de discernir sobre suas escolhas o mesmo possuirá meios racionais em tomar decisões de como deve ser tratado. Claro que esta ação se diz aos pacientes que estão capacitados; caso o paciente não possua tais condições de discernimento deve o profissional convocar a família para que o princípio possa ser justo e válido.

Os pontos que foram tratados acima nos mostra a importância da execução desse princípio ao campo ético, pois tanto profissional quanto o paciente podem trazer para o debate suas opiniões sobre o tratamento proposto.